ja_mageia

Conferência Reformada 2016
A XVIII Conferência Reformada ARPAV/Os Puritanos ocorrerá de 30 de Junho a 2 de Julho de 2016. Os palestrantes serão os pastores Joseph Pipa, Paulo Brasil e Kenneth Wieske. A participação é gratuita. Saiba mais clicando aqui.
  • Increase font size
  • Decrease font size
  • Default font size
Inicial Biblioteca Online Infanto-Juvenil Meninos e Meninas Brincando - J. C. Ryle
Meninos e Meninas Brincando - J. C. Ryle PDF Imprimir E-mail

 

Meninos e Meninas Brincando

 

J. C. Ryle

 

"As praças da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão." (Zc.8:5)

 

Queridas crianças, o texto acima fala de coisas que acontecerão. Deus está nos falando o que acontecerá um dia nas ruas de Jerusalém.

 

Jerusalém, vocês sabem, é uma cidade muito famosa. Ela era a principal cidade dos judeus. É a cidade onde Davi e Salomão viveram. É a cidade onde Cristo morreu na cruz e ressuscitou. Toda criança que lê a Bíblia sabe alguma coisa sobre Jerusalém.

 

Jerusalém era uma grande e rica cidade. Em todo o mundo não havia outra cidade como ela enquanto os judeus temiam a Deus. Mas os pecados dos judeus trouxeram a ruína de Jerusalém. Agora ela é uma cidade suja, pobre e decadente e todos ficam tristes só de olhar para ela.

 

Mas virá um dia quando Jerusalém será de novo uma grande e bela cidade. Um dia os judeus se arrependerão e servirão a Cristo e voltarão para a sua terra. Então os bons tempos de Jerusalém voltarão. Ela será novamente uma grande, rica e próspera cidade. E, então, as palavras do texto se cumprirão: "As praças da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão".

 

Crianças, há duas coisas que eu quero que vocês aprendam com este texto. Vocês podem ver que Deus nos diz que nos melhores e mais santos dias de Jerusalém haverá meninos e meninas brincando nas ruas. Ele nos conta isso, e não diz que isso é errado. Vamos ver o que podemos aprender com isso?

 

1. Nós aprendemos que Deus atenta para as crianças e sabe o que elas fazem. Ele não nos fala só dos homens e mulheres de Jerusalém. Ele também fala de "meninos e meninas". Ele diz que esse será um bom tempo quando haverá muitos deles, e que será um tempo bom, quando eles brincarão nas praças.

 

 

Algumas pessoas não se importam com as crianças, e até dizem que existem crianças demais no mundo. Deus não é como essas pessoas. O grande Deus dos céus ama as crianças. Ele sabe que não pode haver homens e mulheres um dia, se não existirem crianças hoje. Ele nos diz no Salmo 127:5, "Feliz o homem que enche deles a sua aljava". Pessoas que não gostam de crianças, e que se aborrecem com elas, deviam se lembrar que elas já foram crianças um dia.

 

Na Bíblia há muita coisa sobre crianças. Leiam as histórias de Ismael, Isaque, Benjamim, Moisés, Samuel e Abias. Leiam os provérbios de Salomão e vejam quantas vezes aquele sábio homem falou sobre as crianças. Leiam os Evangelhos e vejam como o Senhor dava atenção aos pequeninos, os tomava nos braços e os abençoava. Leiam as cartas do apóstolo Paulo e vejam o quanto ele fala de crianças. Essas coisas foram escritas para nos ensinar.

 

Crianças, nunca se esqueçam disso: Vocês nunca são jovens demais ou pequenos demais para que Deus não olhe para vocês. Vocês nunca são jovens demais ou pequenos demais para começar a pensar em Deus. Vocês têm idade suficiente para fazerem travessuras? Então fiquem sabendo que vocês também já têm idade suficiente para serem bons meninos e meninas. Vocês têm idade suficiente para conversar? Então fiquem sabendo que vocês também já têm idade para dizerem suas orações. Vocês têm idade para aprender palavrões? Então fiquem sabendo que vocês já têm idade para aprender textos bíblicos. Vocês já têm idade para conhecer e amar suas mães? Então saibam que também têm idade para conhecer e amar a Jesus que morreu para salvar as suas almas.

 

Meninos e meninas, lembrem-se dessa primeira grande lição: Deus se importa com vocês. Cuidem de se importar com Deus.

 

2. Aprendam mais uma coisa com o texto: Deus deixa que meninos e meninas brinquem. Ele não nos conta que as praças de Jerusalém ficarão cheias de meninos e meninas sentados, calados e quietos. Ele nos diz que as crianças estarão brincando, e nos diz também, que brincar não é errado.

 

Algumas boas pessoas parecem pensar que as crianças nunca devem brincar. Elas dizem que brincadeiras são pecado e que crianças devem sempre parecer bastante sérias, e nunca rir ou se alegrar. Elas cometem um grande erro quando falam isso. Deus nos diz que nos bons tempos de Jerusalém "meninos e meninas brincarão nas suas praças". Então brincar com moderação não pode ser errado.

 

Brincar combina com a infância. As crianças não podem estar sempre estudando ou trabalhando. Suas mentes não são firmes o suficiente para isso. Elas não são como as pessoas adultas. Todos os dias elas precisam de um tempo para descansar e se exercitar.

 

As brincadeiras ajudam as crianças a crescerem fortes e saudáveis. Os seus corpos nunca estarão bem se elas ficarem sempre sentadas ou paradas o dia inteiro. Elas precisam exercitar todos os seus membros enquanto ainda são jovens para que se tornem homens e mulheres saudáveis quando ficarem adultas. Brincar é uma coisa natural para uma criança. Um menino ou uma menina que não gosta de brincar, geralmente, não está bem.

 

Brincar ensina as crianças a tolerar e a lidar com desapontamentos. Nem sempre elas podem vencer o jogo ou fazer as coisas do seu jeito. Brincar as fazem ficar ativas, espertas e prontas para qualquer coisa. Elas não podem ser bem sucedidas em jogos de habilidade se não estiverem sempre atentas. O grande Duque de Wellington costumava dizer que ele aprendeu como vencer a batalha de Waterloo quando ainda brincava nos campos do Eton College.

 

Brincadeiras fazem as crianças estudarem melhor. Depois de brincar, elas voltam para as suas lições mais espertas, e mais atentas do que se tivessem passado o dia inteiro sentadas lendo e escrevendo. As brincadeiras ajudam a mente, o cérebro e os nervos a funcionarem melhor.

 

Qualquer tipo de brincadeira é melhor do que a ociosidade. "Satanás sempre encontra alguma coisa para as mãos desocupadas fazerem". Se meninos e meninas não tiverem boas brincadeiras para se ocuparem depois da escola eles certamente acabarão fazendo alguma travessura.

 

Queridas crianças, vocês podem ver que eu sou um amigo das suas brincadeiras. E eu não me envergonho de ser, porque eu vejo que Deus aprova isso. Deus permite que façamos qualquer coisa, exceto que pequemos; e brincar com moderação não é pecado.

 

Agora eu terminarei meu sermão com quatro pequenos conselhos para meninos e meninas, nos quais eu espero que pensem e não esqueçam:

 

1. Em todas as suas brincadeiras lembrem-se dos olhos e dos ouvidos de Deus. Ele vê e ouve todas as coisas. Minhas queridas crianças, não falem nada que vocês não gostariam que Deus ouvisse; e, não façam nada que não gostariam que Deus visse.

 

2. Em todas as suas brincadeiras, mantenham a calma. Sejam gentis, alegres, generosos e tranqüilos, até mesmo quando vocês perderem o jogo. Crianças, nunca se deixem dominar pela raiva. Qualquer que seja o jogo que vocês estejam brincando, mantenham sempre a calma.

 

3. Não negligenciem suas obrigações por causa da diversão. Deixem que as suas brincadeiras ajudem vocês a aprender melhor, e serem melhores meninos e meninas, tanto na escola como em casa. É verdade que "só trabalho e nenhuma brincadeira faz um menino chato", mas eu creio que não é menos verdade que só brincadeira e nenhum trabalho faz um homem inútil e ignorante.

 

4. Em último lugar, nunca se esqueçam, mesmo quando estiverem brincando, que a verdadeira felicidade vem de Cristo. Se vocês querem ser meninos e meninas felizes, amem a Cristo e façam dEle o seu melhor amigo. Cristo é Aquele que dá luz aos nossos corações e traz paz às nossas mentes. A criança mais feliz é aquela que mais ama a Cristo.

 

Existe uma colina verdejante,

Bem longe, fora do muro da cidade

Onde nosso amado Senhor na cruz morreu

Para nos salvar a todos, qualquer que seja a idade.

 

Não sabemos, nem podemos dizer

Que dores teve Ele de suportar

Mas cremos que foi por nós

Que ali pendurado, as teve de levar.

 

Morreu para nos fazer bem

Morreu para que fôssemos perdoados

Para que ao fim pudéssemos ir para o céu

Pelo Seu precioso sangue resgatados.

 

Não há nenhum outro bem

Que possa o preço do pecado pagar

Somente Ele podia abrir

As portas do céu e nos deixar entrar.

 

Oh, quanto, quanto Ele amou!

Também nós devemos amá-lO,

E confiar no Seu sangue redentor,

Procurando sempre imitá-lO.